Flagrante SP - Notícias em tempo real

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014
  • busca:
- 10/01/2010 15h57

Execução de mãe e filha, em Diadema, pode ter relação com homicídios registrados em SBC

Vítimas eram esposa e filha de Edmilson Gomes da Silva, morto a tiros, no Jardim Calux, em julho. Outro filho do casal foi assassinado em dezembro.

A execução da enfermeira Maria de Fátima Bento, 46 anos, e da estudante de direito Karina Bento da Silva, 23, no sábado, no Jardim Paineiras, em Diadema, deve estar relacionada com uma série de crimes que já resultou na morte de Edmilson Gomes da Silva, 41, marido e pai das mulheres das vítimas, e de Tiago Bento da Silva, conhecido como Gordo, 21, filho e irmão das mulheres.

Desde julho de 2009, quatro pessoas da mesma família foram mortas a tiros. Edmilson foi o primeiro alvo. Ele foi executado em um bar no Jardim Calux. Desde então, outras baixas na família foram noticiadas pela Polícia Civil.

Tanto na morte de Gordo, em 29 de dezembro, quanto no duplo homicídio registrado neste fim de semana, a principal hipótese é de "acerto de contas".

Moradores do Jardim Calux afirmam que desde a morte de Edmilson, o bairro se transformou em terra de ninguém. "Os traficantes tomaram conta daqui. Quando o Edmilson era vivo, ele guardava o povo e fazia a segurança do bairro", afirmou um leitor do flagranteSP, na ocasião do assassinato de Gordo.

Outra hipótese já levantada pela polícia e que ainda é investigada seria que Gordo, dias antes de ser morto, foi o responsável por uma chacina tentada que resultou na morte de um adulto e deixou outras duas pessoas feridas, entre elas uma criança.

Desde a morte de Edmilson, os moradores afirmam viverem dias de pânico e garantem que o bairro se transformou em uma área de São Bernardo desprovida de segurança.

A esposa e a filha de Edmilson, executadas na rua, em Diadema, na manhã de sábado, voltou a pôr a população do Jardim Calux em alerta.

Apenas um filho do casal continua vivo. Trata-se de Rafael Bento da Silva, preso pouco depois da morte de Edmilson. A família alega inocência. Seu jugamento deve ocorrer ainda em 2010. Ontem, quando a enfermeira e a estudante foram executadas, elas se preparavam para visitar Rafael na cadeia.

As mortes são investigadas pelo Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de São Bernardo.


« voltar








acesso de hoje:2822
acesso total: 2131479
twitter
curte
?Č proibida a reprodu?ß??o de trechos ou ?≠ntegras das reportagens postadas neste site. Sujeito a processos judiciais. Exceto mediante autoriza?ß??o por escrito dos respons??veis.