Flagrante SP - NotĂ­cias em tempo real

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014
  • busca:
- 25/01/2010 22h49

Cunhado de Edmilson do Jardim Calux Ă© preso com arma e drogas

Desde a morte de Edmilson, outras trĂŞs pessoas da mesma famĂ­lia foram executadas. PolĂ­cia acredita que cunhado negociava "acertos de conta".

Um cunhado de Edmilson Gomes da Silva, 41 anos, executado no Jardim Calux, em 11 de julho, foi preso nesta segunda-feira por homens da Força Tática. Na casa dele, no bairro Planalto, os policiais militares encontraram uma arma e porções de droga. O caso foi encaminhado ao 3º Distrito Policial de São Bernardo. A polícia suspeita que o homem fazia negociações para possíveis "acertos de contas". Desde a execução de Edmilson, sua esposa, uma filha e o filho mais novo também foram mortos.

Por conta da série de crimes, o Setor de Homicídios da Delegacia Seccional foi acionado. As quatro execuções são investigadas pelas equipes da delegacia especializada. O filho de Edmilson, conhecido como Gordo, foi assassinado com tiros na região da cabeça, nos últimos dias de 2009. Informações não confirmadas pela polícia dão conta de que o crime ocorreu dias depois de uma chacina que teve como palco o Jardim Calux, no dia seguinte ao Natal. Gordo teria sido não apenas o mandante do crime, mas também teria participado da ação que resultou na morte de uma pessoa. Outras duas - uma criança - foram baleadas.

Já este mês, esposa e filha de Edmilson foram alvo de executores. Elas foram mortas à luz do dia, em Diadema, quando se preparavam para visitar o agora único sobrevivente da família, que está preso.

Briga de poder
A suspeita da polícia de que o cunhado de Edmilson preso nesta segunda-feira planejava contratar comparsas para a prática de homicídios é baseada na série de crimes contra a sua família. No entanto, nenhum detalhe da investigação foi oficializado.


« voltar








acesso de hoje:500
acesso total: 2060699
twitter
curte
?‰ proibida a reprodu?§??o de trechos ou ?­ntegras das reportagens postadas neste site. Sujeito a processos judiciais. Exceto mediante autoriza?§??o por escrito dos respons??veis.